Ao perceber que seu cão estava tremendo de frio, morador de rua tira única jaqueta que possui para cobri-lo

No começo do mês, em uma rua do centro de São Paulo (SP) um morador de rua foi fotografado tirando a única jaqueta que tinha para cobrir o seu cachorro, que estava tremendo de frio . O empresário Gabriel Pego foi quem flagrou a cena, e emocionado com a situação, decidiu conversar com o morador de rua.

No decorrer da conversa, o empresário desvendou a identidade do homem. Ele no entanto, chama-se Sebastião, possui 57 anos de idade e encontra-se em situação de rua há seis, além de não ter para onde ir. Sebastião foi casado por mais de 20 anos, mas acabou se divorciando. Por causa da separação ele entrou em depressão e se afundou no alcoolismo. Sem emprego e desapontado, o homem foi morar nas ruas. Durante um tempo habitando nas ruas, acabou se deparando com um cãozinho, o qual lhe deu o nome de "Negão". O cachorrinho, tornou-se seu fiel companheiro das noites frias. Desde que viraram amigos, eles não se separam por nada.


Sebastião possui um filho que mora em São Paulo, mas evita se aproximar do pai e quando ainda era casado, trabalhava como camelô, cargo que exercia desde criança, época em que deixou a escola. Comovido com o relato de vida do morador de rua, Gabriel Pego resolveu criar uma campanha de financiamento coletivo (vaquinha) para arrecadar dinheiro com o objetivo de ajudar Sebastião a superar seu vício em álcool e a depressão, além de retirá-lo das ruas.

A vaquinha virtual foi um sucesso, arrecadando mais de R$ 11,6 mil em questão de dias. Agora, Sebastião e Negão receberam a oportunidade excepcional de recomeçar a vida juntos. “Não fui eu que adotou ele, foi ele que me adotou”, disse o senhor.

Postar um comentário

0 Comentários